domingo, 30 de Dezembro de 2007

Prémio sul-americano: Ronaldo volta a ficar atrás de Kaká e Messi


Cristiano Ronaldo voltou a ficar em terceiro lugar, desta feita numa votação promovida pelo jornal uruguaio El País, sobre os melhores jogadores a actuar na Europa.

Kaká recebeu a preferência da maioria dos 300 jornalistas destacados para participar na votação, a mais prestigiada da América do Sul. Lionel Messi, do Barcelona, teve apenas menos um voto que o brasileiro do AC Milan.

Ronaldo arrecadou 28 votos, mais um que o quarto classificado: Andrea Pirlo, igualmente do AC Milan.

Paulo Ferreira aos leitores: «Cristiano Ronaldo é o melhor do Mundo»


Quem é o melhor? Paulo Ferreira, do Chelsea, faz as suas escolhas, deixa dicas para quem queira ser um bom defesa e ainda um desejo.

Qual é o melhor jogador do Mundo da actualidade (sem nacionalismos ou clubites)? Considera o terceiro lugar de Cristiano Ronaldo, na FIFA, justo? (Ivan, Miguel, Frederico, João Fernandes)
«Para mim, neste momento, o melhor jogador do Mundo é Cristiano Ronaldo. Está muito bem. Quanto ao prémio, não acho que tenha sido justo. Penso que o segundo lugar seria merecido, já que se previa que Kaká seria o vencedor.»

Qual o melhor defesa direito da actualidade? Porquê? (Pedro, Reis)
«Neste momento há quatro que gosto de ver jogar: Maicon, do Inter, Miguel, do Valência, Bosingwa, do F.C. Porto, e o Daniel Alves, do Sevilha. O Maicon defende e ataca muito bem e, pela sua altura, torna-se um jogador completo. Os outros são jogadores que conheço bem e que têm estado muito bem.»

Quais são as principais características para se ser um bom defesa? (João, Filipe)
«Para se ser um bom defesa lateral há que ter um bom sentido posicional. Temos de defender bem e ter capacidade de atacar. É necessária concentração, até para saber quando atacar.»

Qual é o seu grande desejo para 2008? (Znoks)
«Continuação de muito sucesso.»

Qual foi a melhor prenda que recebeu? (Daniel Ferreira)
«O meu filho.»

sábado, 29 de Dezembro de 2007

Cristiano marca e falha penati na derrota do Manchester United



Manchester United colocou hoje em risco a liderança da Liga inglesa, ao perder com o West Ham por 2-1, num jogo em que Cristiano Ronaldo marcou um golo, mas falhou a conversão de uma grande penalidade.

A oportunidade desperdiçada por Ronaldo para aumentar a vantagem dos visitantes, aos 67 minutos, foi o momento decisivo do jogo, já que antecedeu a reviravolta do West Ham, com Ferdinand e Upson a marcarem com cinco minutos de diferença.

O jogo começou de feição para os "red devils", com Cristiano Ronaldo a apontar o seu 13º golo na liga logo aos 14 minutos de jogo, mas a equipa de Alex Ferguson pagou caro os erros cometidos.

Aos 64 minutos, Cristiano Ronaldo desperdiçou a oportunidade de somar mais um tento à conta pessoal, ao falhar a grande penalidade, e o West Ham, em dois lances de bola parada, deu a volta ao resultado.

Alex Ferguson lançou Nani após ter sofrido o empate (1-1), mas o português, que ainda tentou o golo num remate à figura do guarda-redes do West Ham, nada pôde fazer para evitar o desaire.

O Manchester United somou, à 20ª jornada a terceira derrota na prova, apenas dois dias depois de ter subido à liderança do campeonato, destronando o Arsenal. Mas os londrinos, a um ponto do United, poderão reconquistar o lugar em caso de vitória, esta noite, frente ao Everton.


in: público.pt

sexta-feira, 28 de Dezembro de 2007

Cristiano Ronaldo no onze ideal do 'L'Equipe' sem Lionel Messi


Aos 22 anos, Cristiano Ronaldo pode ser considerado já como um modelo de jogador a seguir por qualquer atleta que pretenda conquistar um lugar na história do futebol.

Depois de ter sido o segundo melhor de 2007 para a revista France Football, atrás de Kaká, e de ter terminado no terceiro posto de acordo com as escolhas da Federação Internacional de Futebol (FIFA), que elegeu Kaká como o melhor do presente ano, o internacional português do Manchester United, de Inglaterra, continua a receber distinções.

O mesmo não sucede com o argentino Lionel Messi, médio-ofensivo do Barcelona. Considerado pela FIFA como o segundo melhor futebolista de 2007, Messi não marca presença no onze ideal do L'Equipe, facto que constitui uma surpresa.

Já o nome de Cristiano Ronaldo figura no onze ideal de 2007 escolhido pelos jornalistas do jornal francês L'Equipe, que distingue, anualmente, os 11 melhores futebolistas de cada temporada. E Ronaldo é o único jogador português a merecer honras de distinção. Além de Ronaldo, dois brasileiros (Daniel Alves e Kaká), dois franceses (Gallas e Evra), um italiano (Buffon), um sérvio (Vidic), um espanhol (Fabregas), um inglês (Gerrard), um holandês (Van Nistelrooy) e um costa--marfinense (Drogba) foram os restantes futebolistas mais votados.

Sete dos nomeados jogam em Inglaterra, três deles no Manchester (Vidic, Evra e Ronaldo). Buffon alinha em Itália (Juventus), Daniel Alves e Van Nistelrooy em Espanha (Sevilha e Real Madrid, respectivamente), e Kaká em Itália (AC Milan).

Jogadores como Ronaldinho, Eto'o e Henry (Barcelona), Totti (Roma), Seedorf e Pirlo (Milan), o guarda-redes Petr Cech e o defesa--central português Ricardo Carvalho (Chelsea) foram preteridos.



in: Diário de noticias

quinta-feira, 27 de Dezembro de 2007

Manucho, reforço do ManUtd: «Nani e Ronaldo foram muito importantes»

Manucho Gonçalves, o mais recente reforço do Manchester United, está em Portugal. O avançado viajou com a selecção de Angola e falou da sua nova vida em Inglaterra. Cristiano Ronaldo e Nani foram muito importante na sua integração, disse.

«É um mundo completamente diferente daquele em que vivo. Foi a primeira vez que lá estive e gostei muito. Gostei muito das condições de trabalho, é outro mundo», contou Manucho à chegada a Lisboa, dando depois conta das «conversas de amigos» com os portugueses: «Quando cheguei de Angola e o Cristiano disse logo: «Nani, Nani, vem conhecer o angolano». Foram muito importantes na minha integração.»

«Falei muito com o Cristiano e com o Nani por causa da língua portuguesa, mas também com os outros: o Tevez, o Saha, o Anderson», conta Manucho, que cumpriu um período de experiência em Manchester e acabou por chegar mesmo a acordo com o United, num contrato válido por três anos.

Alex Ferguson já elogiou publicamente as qualidades de Manucho e o ex-avançado do Petro de Luanda retribui: «É uma pessoa extraordinária e deu-me muita moral quando cheguei lá.»
Na hora de revelar o que mais o impressionou em Manchester, Manucho não hesita: «O estádio. Jogar naquele estádio é uma emoção muito grande.»
O Manchester United está a tratar do requerimento de uma licença de trabalho para Manucho e o jogador espera que o processo esteja concluído quando terminar o Campeonato de África das Nações, que vai disputar com a selecção de Angola no final de Janeiro e início de Fevereiro. «Quando terminar o CAN em principio voltarei», espera Manucho, sem elevar muito as expectativas quanto aos primeiros tempos no gigante inglês: «Tenho que trabalhar muito, só espero isso, trabalhar para ajudar.»
Concentrado agora na selecção, Manucho diz ter noção de que a sua responsabilidade passa a ser maior por representar um dos maiores clubes do Mundo. «Tenho noção disso», garante.

in : maisfutebol

Ronaldo volta a marcar e Manchester já comanda

O Manchester United aproveitou a jornada do "Boxing Day", disputada por tradição a 26de Dezembro, para assumir a liderança do campeonato inglês. A equipa de Alex Ferguson ganhou facilmente em Sunderland (4-0) e beneficiou do empate cedido pelo Arsenal na deslocação a Portsmouth (0-0), passando a comandar a tabela com um ponto de vantagem sobre os "gunners", sete sobre o Chelsea e mais nove do que o Liverpool.

Cristiano Ronaldo voltou a ser uma das figuras do United na vitória tranquila que os "red devils" conseguiram sobre a equipa treinada por Roy Keane, tendo marcado o terceiro golo do jogo, na transformação perfeita de um livre directo, a poucos minutos do intervalo. O internacional português foi substituído no início da segunda parte, quando o resultado já estava definido, poupado por Ferguson para a série de jogos em poucos dias que se avizinha na Premier League (a próxima jornada está marcada já para depois de amanhã). Nani também titular no M.U., enquanto o ex-portista Anderson não foi convocado.

Ronaldo reforçou, assim, o primeiro lugar da lista de marcadores da Premier League, agora com 12 golos, mais dois do que Adebayor (Arsenal), Anelka (Bolton) e Robbie Keane (Tottenham). Recorde-se que o extremo já tinha bisado no jogo de domingo passado com o Everton, garantindo a vitória ao United.



in : jornal de noticias

Fotos do jogo frente ao Sunderland

quarta-feira, 26 de Dezembro de 2007

Golo de Ronaldo - 26/12/2007

Cristiano Ronaldo: «O pai Natal trouxe-me o presente mais cedo»


Cristiano Ronaldo não gostou de ter perdido a bota de ouro para Kaká (Milan), mas superou a derrota mundial com uma dupla vitória em Inglaterra: este domingo voltou a bisar pelo Manchester United e tornou-se no melhor marcador do campeonato, com 11 golos em 18 jogos.

«Estou muito feliz com a chegada do Natal. E penso que o pai Natal trouxe-me o presente mais cedo», brincou o internacional português, após o jogo com o Everton, que terminou 2-1.

Cristiano Ronaldo marcou aos 22 e aos 88 (g.p.), e decidiu a jornada a favor do Manchester United, numa altura em que apenas um ponto os separam do líder Arsenal (43).

«O desafio foi muito duro. O Everton jogou muito bem e criou-nos alguns momentos de dificuldade. Mas também jogámos bem, mais na segunda parte, e merecemos ganhar», reconheceu, em declarações ao site oficial do clube.

«Foi importante vencer, principalmente em casa, para continuar no topo. Não temos tanto tempo quanto isso», alertou o extremo.

in: Mais futebol

Cristiano Ronaldo e a certeza


As eleições para os melhores jogadores do ano (Bola de Ouro da revista “France Football” e o “World Player of the Year” patrocinado pela FIFA) têm sempre inúmeros factores discutíveis, desde logo pela subjectividade inerente a quem vota.

Indiscutível, contudo, é a qualidade futebolística dos escolhidos, embora o grupo de felizes contemplados implique que outros não menos talentosos vão ficando esquecidos (basta referir o nome de Paolo Maldini para se perceber como a magia dos criativos e o poder avassalador dos goleadores exercem fascínio especial sobre quem escolhe, remetendo outros jogadores de classe para a penumbra dos galardões).

Este ano, o brasileiro Kaká mereceu unanimidade, não só pelo talento que o leva a representar papel de herói tanto no Milan como na selecção do Brasil, mas também pelos troféus que ajudou as equipas a conquistar.

Para os portugueses, que já tiveram Luís Figo como referência de sucesso também neste aspecto, resta o ano extraordinário de Cristiano Ronaldo (que ainda agora marcou mais dois golos ao Everton após excelente actuação) e a certeza de que, aos 22 anos, o jogador do Manchester United já não está apenas a deixar promessas – se agora foi 3.º, fica a certeza de que há-de ter a sua vez como melhor do Mundo?

domingo, 23 de Dezembro de 2007

Entrevista após o jogo contra o Bolton

C. Ronaldo garante a vitória do Manchester


O Manchester United não teve uma boa actuação, mas mesmo assim foi muito superior ao Everton e ganhou a partida por 2 a 1, com dois gols do português Cristiano Ronaldo. Os Diabos Vermelhos se mantém atrás do líder Arsenal, com apenas um ponto de diferença. O Everton também continua na mesma posição, em sexto, mas deixou o Liverpool abrir uma vantagem de três pontos.
O jogo começou muito fraco tecnicamente, sem nenhuma boa chance de golo para nenhum dos lados, até que Cristiano Ronaldo resolveu dar o seu contributo na partida. Aos 22minutos, Tevez virou o jogo da esquerda para a direita, o português cortou o guarda-redes com a perna direita na frente da área e mandou uma bola envenenada para o fundo da rede. O guarda-redes Howard nem sequer saiu do chão.

Mas a alegria dos anfitriões não durou muito. Cinco minutos depois, o Everton “achou” um golo quando Pienaar cruzou para a área e Tim Cahill subiu mais alto que os centrais para cabecear com força para empatar o jogo. Foi o último ataque perigoso dos visitantes na partida.

Quem tem Cristiano Ronaldo, tem tudo

No último minuto do primeiro tempo, Giggs fez uma linda jogada pela direita e levantou para Cristiano Ronaldo emendar um volley do meio da área, mas a bola passou rente á trave.
O Manchester teve algumas poucas chances em jogadas individuais de Tevez e Rooney no segundo tempo, sem sucesso. Os adeptos já se conformava com o empate quando, aos 43, Pienaar fez falta dentro da área. Cristiano Ronaldo – de novo ele – cobrou com categoria no canto direito, deslocando o goleiro para a esquerda.
Mais uma vez, o português fez a diferença para os Diabos Vermelhos.

sábado, 22 de Dezembro de 2007

Anderson agradece elogios de Cristiano Ronaldo


Anderson reagiu aos elogios do colega Cristiano Ronaldo e agradece o apoio de um «jogador consagrado». O médio brasileiro, ex-FC Porto, realça que a sua adaptação tem sido fácil devido a ser muito bem tratado pelos adeptos, jogadores e equipa técnica.
«É óptimo ouvir estes elogios, ainda mais vindos de um jogador consagrado. Apesar de ser jovem (19 anos), a adaptação no Manchester United e na própria cidade foi fácil devido ao grande apoio que tenho recebido. Dos adeptos aos companheiros de clube, recebo incentivos e elogios a todo o momento. Eu me sinto em casa na Inglaterra», afirmou Anderson, em declarações ao Globo Esporte.

O Manchester United irá defrontar o Lyon na próxima ronda da Liga dos Campeões e o médio brasileiro admite que não será fácil seguir em frente: «é uma equipe experiente que já domina o futebol francês há bastante tempo. Além disso, pode contar com o talento do Juninho Pernambucano, um jogador que admiro muito. Será um grande duelo mas temos tudo para passarmos e seguirmos em busca do título europeu.»

Cristiano Ronaldo rasga elogios a Anderson


Cristiano Ronaldo deu o presente de natal que qualquer criança inglesa sonharia ao companheiro de equipa Anderson. O terceiro melhor jogador do mundo pela Fifa afirmou que o brasileiro é tão bom quanto os ídolos do Manchester United Paul Scholes e Roy Keane.

O clube esperava que Anderson usasse esta temporada para se aclimatar ao futebol inglês, para poder render nos anos seguintes, mas o jovem de 19 anos conquistou sua vaga entre os 11 de Alex Ferguson depois que Scholes se ter lesionado.

"Anderson é um jogador fantástico, não é surpresa para ninguém que ele esteja actuando tão bem. Ele é jovem, mas tem feito um grande trabalho desde que chegou" – afirma Cristiano Ronaldo.

O português de 22 anos garante que a pouca idade do brasileiro não é motivo para que não possa disputar vaga com jogadores mais experientes.

"Anderson é diferente de Scholes e Keane, mas é tão bom quanto eles. Cada jogador tem o seu estilo, a própria mentalidade, mas Anderson está mostrando suas qualidades."

sexta-feira, 21 de Dezembro de 2007

Ronaldo e Veloso: dois modelos do novo protótipo de futebolista


O novo protótipo de futebolista de sucesso está definido: um jogador que renda no campo e fora dele. E neste momento há dois portugueses que dão cartas em Portugal e no estrangeiro, nomeadamente Cristiano Ronaldo e Miguel Veloso. À habilidade e talento para jogarem futebol juntam também rosto e corpo bonitos para venderem publicidade.

Em termos comparativos, Miguel Veloso está ainda a anos-luz de Cristiano Ronaldo, mas promete ser grande a aposta de marcas nacionais e internacionais no jovem jogador do Sporting. E já a curto prazo. Segundo o DN sport apurou, o futebolista e quem gere a sua carreira estão neste momento a estudar várias propostas nesse sentido.

A aposta na não cedência dos direitos de imagem aos respectivos clubes está cada vez mais em voga e Cristiano Ronaldo e Miguel Veloso são exemplos claros. O craque do Manchester tem a Gestifute, do empresário Jorge Mendes, a tratar da sua vida extrafutebol, ao passo que o médio leonino também não cedeu os direitos de imagem ao Sporting, no novo contrato, preferindo ser ele a geri-los.

É, de facto, um novo protótipo de jogador. O futebolista que pensa na vida dentro dos relvados e fora deles. E a verdade é que os dividendos são imensos, que o diga David Beckham, que ganha mais em publicidade do que em honorários do seu clube. Ronaldo também já arrecada alguns milhões por ano, mas segundo Simon Fuller, mentor da carreira de Beckham, pode auferir ainda mais.

"O futebol está mudado. Não se pode ser apenas jogador de futebol e depois optar pela carreira de jogador. Têm de pensar mais além e jogadores como Ronaldo têm possibilidades incríveis de rentabilizar a sua imagem. Cristiano Ronaldo pode ser igual a Beckham e penso que as pessoas que gerem a sua carreira sabem disso mesmo, pois estão a rentabilizar a sua carreira no futebol e fora dele. E acredito que o podem fazer ainda mais", disse Simon Fuller ao DN sport, criticando depois aqueles que dizem que os jogadores deveriam limitar-se a jogar futebol.

"Isso já não existe. Não prejudica rigorosamente nada. Aliás, se o fizesse os próprios clubes criariam cláusulas especiais para os proibirem de fazer isto ou aquilo. São experiências novas, é verdade que se ganha bom dinheiro, mas acredito que os jogadores que optam por rentabilizar a sua imagem não pensam em dinheiro. Ronaldo e Beckham não precisam de mais dinheiro. Precisam é de novos horizontes e a publicidade é também uma fuga ao stress do futebol", salientou o empresário que também já ouviu falar, e viu, Miguel Veloso: "Não posso falar muito, mas já o vi e já ouvi falar muito dele. É uma cara que vende, não tenho dúvidas. Ambos são bons vendedores e o novo protótipo de jogadores de sucesso em vários campos", referiu.

As incompatibilidades

Mas se a aposta de alguns jogadores é também fora dos relvados, a verdade é que há quem critique. Octávio Machado, ex-treinador do Sporting e FC Porto, diz mesmo que há incompatibilidades entre o futebol e o sector publicitário.

"Ou jogam ou vendem publicidade. São duas actividades tão diferentes e não são complementares. São jogadores muito bem pagos, por isso não vejo qualquer tipo de necessidade", salientou Octávio Machado ao DN sport, dando depois um exemplo do que ele considera um caso de insucesso a nível desportivo.

"É um caso muito especial e que diz tudo. O Real Madrid, dos galácticos, apostou na imagem dos jogadores e que resultados deu? Zero! Há muita incompatibilidade, penso que é prejudicial para a carreira dos jogadores", referiu.

quinta-feira, 20 de Dezembro de 2007

Cristiano Ronaldo é o mais mediático


O português Cristiano Ronaldo (Manchester United) é o jogador mais mediático do Mundo, destronando o brasileiro Ronaldinho (Barcelona), que desceu este ano à 3.ª posição de um ranking elaborado pelas universidades espanholas de Navarra e Internacional da Catalunha.

O estudo, relativo ao primeiro semestre de 2007, assenta numa valorização de cada jogador segundo o impacto que têm nos meios de comunicação social.

Para chegar ao topo, Cristiano Ronaldo trepou 20 lugares (era 21.º no ano passado) e ficou à frente do inglês Wayne Rooney, seu companheiro em Manchester.

O agora “americano” David Beckham ficou fora do pódio (4.º) mas, mesmo assim, à frente do FIFAWorld Player’2007 Kaká, que não foi além do 8.º lugar do ranking.

Em relação às movimentações do último mercado de transferências, o mesmo estudo das universidades espanholas conclui que Nani (do Sporting para o Manchester United), Anderson (do FC Porto para o Manchester United) e Pepe (do FC Porto para o Real Madrid) foram contratados por valores acima daquilo que poderão valer em termos de retorno mediático.

As contas feitas para Pepe revelam que o central da Selecção nem sequer garante um terço (apenas 9,1 milhões de euros) do valor da transferência (30 milhões de euros).

Quanto aos médios contratados pelos red devils por uma verba conjunta de 55 milhões de euros, o valor mediático de ambos é pouco mais de metade, ficando a 300 mil euros dos 30 milhões.

quarta-feira, 19 de Dezembro de 2007

Euro-2008: Madail acredita que vai fazer-se «justiça» a Ronaldo


Cristiano Ronaldo «é o melhor jogador do mundo» para Gilberto Madail. O português era um dos três finalistas do FIFA World Player 2007, ficou no último lugar e não escondeu a irritação, não tanto por Kaká (Milan) ter ganho, mas talvez por Messi ter ficado à sua frente, após um engano na entrega de troféus, que parecia indicar o contrário. O presidente da Federação Portuguesa de Futebol assistiu à eleição, ontem, em Zurique e esta terça-feira, após a apresentação oficial do Beau-Rivage, não só defendeu o avançado do Manchester United como ainda questionou a prata do argentino do Barcelona.

«Quando recebi o convite do presidente Blatter para ir a Zurique tive algumas esperanças de que Cristiano fosse aquilo que acho que ele é, pelas suas características. Considero-o o melhor jogador do Mundo, mas é a minha opinião. A outra foi democrática, de votação. Não discuto o valor dos outros actualmente, pelo menos o de Kaká, mas não vi que o Messi fizesse nada a mais que o Cristiano Ronaldo. Mas, enfim, são votações e para o ano há mais e ele vai ter oportunidades que os outros já tiveram, de brilhar em determinados campeonatos, em fases finais. Vai ter a grande oportunidade no Euro-2008, que por acaso os seus adversários mais directos não vão ter, ele tem todas as potencialidades para ser o melhor jogador do mundo. Acho que vai conseguir.»
A tristeza do extremo português não passou despercebida, contudo, Gilberto Madail acredita que Cristiano Ronaldo vai superar a eleição e mostrá-lo já a 6 de Fevereiro próximo, por ocasião do particular Itália-Portugal, que terá lugar em Zurique. «O Cristiano é um jovem, naturalmente que estava emocionado, teria as suas legítimas ambições, mas ainda bem que eu estava lá, até já está motivado para o próximo jogo que vamos ter aqui na Suíça, com a Itália, para dar um abraço à comunidade emigrante, e onde poderá mostrar que talvez tivesse havido alguma injustiça nesta votação mundial», considerou.

Grandes potências esquecem Ronaldo


Os dribles, a fantasia e a velocidade de Cristiano Ronaldo convenceram os seleccionadores de países sem qualquer expressão no futebol mundial. Butão, Eritréia, Ilhas Cock, Tajiquistão, Niger, Samoa Americana, Antigua e Barbados pertencem ao lote dos que consideram o extremo português o melhor do Mundo.

Em contrapartida, o jogador do Manchester United foi "esquecido" pelas grandes potências. Brasil, Itália, Holanda, Alemanha, Inglaterra, França, Espanha não se renderam o futebol do camisola 17 de Portugal. Para os técnicos destas selecções Kaká, Messi - e até Drogba, que, no entanto, não ficou na lista final dos três melhores - foram os merecedores do primeiro lugar. Também na votação dos capitães das selecções Cristiano Ronaldo só cativou um jogador de uma equipa de topo: Van der Sar, da Holanda (e seu colega no Manchester).

O que falta, afinal, a Ronaldo para ser reconhecido pelos técnicos das grandes selecções mundiais ?

"Nada. Eu não teria dúvidas em escolhê-lo. É um jogador extraordinário. E considero uma injustiça que nenhum treinador dessas selecções tenha votado nele. Ronaldo é um jogador do presente e do futuro, tem características únicas", afirmou ao DN Humberto Coelho. Segundo o antigo seleccionador nacional, uma das justificação para a escolha de Kaká - "não merece qualquer contestação" - está não só títulos conquistados, mas também nas exibições realizadas nos jogos mais importantes. "Ronaldo apareceu nos dois últimos anos e ainda não se conseguiu mostrar na sua plenitude nos grandes jogos, nos quais às vezes também se apaga."

No Butão, um pequeno reino nos Himalaias, encravado entre a China e a Índia, e com cerca de dois milhões de habitantes, o internacional português é o considerado o melhor. "O tipo de futebol de Ronaldo, que é quase raro, que privilegia o espectáculo, possivelmente, é mais admirado nestes países, onde o futebol não atingiu os mesmos níveis de evolução das grandes potências", diz Artur Jorge. Mas esta é apenas uma das possíveis explicações, como refere o antigo-seleccionador português. "Nas votações das grandes potências, às vezes há outras coisas importantes que se passam".

A ausência do nome de Cristiano Ronaldo na lista dos três melhores do seleccionador de Angola causou alguma surpresa em Portugal. Contactado pelo DN, Oliveira Gonçalves (escolheu Drogba, Kaká e Riquelme) considerou que o atleta português é "um dos melhores do Mundo" a quem "nada falta" para ser o número um, mas "Kaká tem sido o melhor nos últimos dois anos".|

terça-feira, 18 de Dezembro de 2007

Ronaldo : «Espero estar aqui no próximo ano»


Cristiano Ronaldo não escondeu algum desencanto no momento em que foi anunciado o seu nome como o terceiro melhor jogador do Mundo de 2007, atrás de Kaká e Messi. Ainda assim, ganhou o estatuto de melhor jogador europeu e... o futuro pertence-lhe!
«As oportunidades não surgem todos os anos. Mas o meu objectivo é trabalhar cada vez mais e tornar-me melhor pessoa e melhor jogador. Estou num grande clube, que me dá possibilidades de crescer como jogador e é claro que quero estar aqui nos próximos anos», afirmou Cristiano Ronaldo, em declarações à RTP.

O que terá faltado a Cristiano Ronaldo para ser eleito o melhor do Mundo? A conquista de títulos? «Algumas pessoas falam que é importante ganhar títulos; outras dizem que essa não é a grande prioridade. Não sei... Sei é que fiz uma grande época, joguei bastante bem, fiz muitos golos e muitas assistências... Estou na luta outra vez e espero estar aqui no próximo ano.»

«Espero fazer um grande Europeu, para que Portugal possa alcançar os seus objectivos, que passam por chegar o mais longe possível, a pensar na final. Temos equipa, temos um grande espírito e agora há que lutar por um sonho», rematou o internacional português.

segunda-feira, 17 de Dezembro de 2007

Gala da FIFA - Entrega dos Prémios de Melhores Jogadores do Mundo



Cristiano Ronaldo ficou apenas com o 3º lugar enquanto Kaka' venceu o Prémio e Messi ficou com a prata.

O sonho de Ronaldo




Ronaldo está entre os três melhores do mundo.

Às 19h00 no Palácio da Ópera de Zurique, a Gala anual da FIFA elege o melhor jogador do um mundo de 2007. Kaká é o grande favorito.

O brasileiro do Milan concorre com o português Cristiano Ronaldo e o argentino do Barcelona Messi.

Kaká, foi o vencedor da Bola de Ouro da revista "France Football" e foi eleito o melhor jogador do Mundial de Clubes que o AC Milan conquistou no Japão, ao derrotar na final o Boca Juniores por 4-2, com um golo e duas assistências do brasileiro.

Apesar do favoritismo de Kaká, Cristiano Ronaldo ainda sonha com a conquista do troféu.
Se não for agora, o português ambiciona ser o melhor do planeta num dos próximos anos

Ronaldo, Kaká ou Messi: o Melhor do Mundo é encontrado hoje




O prémio de Melhor Jogador do Mundo de 2007 será atribuído esta segunda-feira pela FIFA numa cerimónia que decorrerá em Zurique a partir das 19h00. Cristiano Ronaldo, Kaká e Lionel Messi são os três finalistas que disputam o galardão para suceder a Fabio Cannavaro.

O FIFA World Player será também atribuído à melhor jogadora do ano, que teve Mundial feminino, e as três jogadores em concurso são as brasileiras Cristiane e Marta e a alemã Birgit Prinz.

Fique ligado, pois, ainda antes do grande momento, os protagonistas vão fazer uma revista da época e perspectivar o futuro das suas carreiras.

domingo, 16 de Dezembro de 2007

Cristiano leva a família para Manchester

Sempre que se aproxima mais uma quadra natalícia, Cristiano Ronaldo começa a mentalizar-se de que não vai poder passar a consoada na Madeira. Há quatro anos que o futebolista do Manchester United não tem autorização para se ausentar nesta época do ano e por isso opta por reunir a família em Inglaterra.
“Vou estar com a família mais próxima em Manchester. É claro que preferia estar na Madeira, onde tenho os meus avós, mas já estou habituado a não poder ir, visto que não é a primeira vez”, confidenciou o futebolista ao Correio Vidas.

Ainda assim, a tradição não será esquecida. À mesa do craque estarão os típicos bacalhau e peru, assim como a principal doçaria portuguesa: os sonhos e as rabanadas também estão na ementa natalícia de Cristiano Ronaldo.

Debaixo da árvore de Natal do craque também não vão faltar embrulhos de encher o olho, mas a verdade é que o jogador não fez nenhum pedido especial ao Pai Natal. Mais do que um carro topo de gama ou um relógio de luxo, Cristiano só pede saúde e a família reunida. “A presença da minha família é especial. Não podemos estar juntos durante todo o ano e quando estamos é sempre muito bom. Só peço que todos os anos possamos estar juntos, mais nada”, disse Cristiano Ronaldo.

A verdade é que esta quadra festiva será especial para o futebolista do Man. Utd. Depois de alguns meses de sofrimento, a mãe do craque, Dolores Aveiro, conseguiu finalmente vencer o cancro na mama e Cristiano já pode respirar de alívio. O craque é muito ligado à mãe e não resiste a enchê-la de mimos nesta quadra natalícia.

“Tento sempre dar-lhe muito amor e carinho. Só tenho pena de não poder estar no dia 31 com ela na Madeira, que é o seu aniversário e um dia muito especial para mim. Mas ela sabe que tenho outros deveres e que devo estar em Manchester, porque jogo no dia 1 ou 2. Já há quatro anos que não consigo estar na Madeira mas ela entende perfeitamente. Encaramos com tristeza, mas é normal na minha profissão”, explicou o jogador do Manchester United.

Cristiano Ronaldo sem planos para sair de Inglaterra

Cristiano Ronaldo sente-se feliz no Manchester United e coloca de lado a hipótese de rumar a outras paragens nos tempos mais próximos. O internacional português quer ficar «muitos anos» nos red devils e no futebol inglês, que, na sua opinião, já ultrapassou os campeonatos espanhol e italiano.

«Real Madrid é um grande clube, todos sabemos. Mas sinto-me feliz no Manchester United e quero continuar aqui durante muitos anos», esclareceu Ronaldo, em declarações ao diário espanhol Marca.

«O campeonato inglês passou a ser o mais forte a partir da época passada, à frente do italiano e espanhol. Todos os estádios em Inglaterra estão cheios e é possível perder com qualquer equipa considerada mais pequena. Depois, o jogo não é interrompido tantas vezes, é muito rápido, intenso e agressivo e os jogadores são mais fortes», lembrou o sete, justificando a sua fidelidade ao United.

Manchester United ganha pela margem minima ao Liverpool





O Liverpool recebeu este domingo o Manchester United para a 17.ª jornada da Premier League, perdendo o encontro por 0-1. Um golo de Carlos Tevez, aos 43 minutos, deu os três pontos à formação dos internacionais portugueses Cristiano Ronaldo (titular) e Nani (não jogou).
A equipa de Alex Ferguson comanda provisoriamente a competição com 39 pontos, esperando pelo desfecho desta tarde do embate entre Arsenal e Chelsea. Em caso de triunfo, os gunners regressam ao topo da classificação.
Com o desaire em Anfield Road, o Liverpool está na quinta posição da tabela com 30 pontos. No entanto, os reds ainda têm um jogo por realizar.

sábado, 15 de Dezembro de 2007

Cristiano Ronaldo envia mensagem



IRMÃ KÁTIA PRESENTE NA ENTREGA DOS PRÉMIOS STROMP
Paulo Bento, Liedson e Miguel Veloso receberam os respectivos galardões na entrega dos prémios do grupo Stromp sem proferirem declarações. Cristiano Ronaldo foi brindado com um prémio especial, fazendo passar uma mensagem via irmã, Kátia – “É dedicado ao Sporting, a quem devo muito”.
A entrega da distinção a Paulinho foi outro grande momento, tendo sido aplaudido de pé. Nessa altura, Mário Casquilho teceu discurso emocionado, recordando Vítor Damas e Livramento.
Sílvia Cruz e Ricardo Filipe (atletas); Gilberto Borges (dedicação); Nobre Guedes (dirigente); António Nabais (seccionista); José Arsénio (saudade); Naide Gomes (europeu), Rodrigo Gallego (mundial) e a equipa masculina de atletismo foram os restantes premiados.

sexta-feira, 14 de Dezembro de 2007

Treino de 14 de Dezembro

Ronaldo nun café em Manchester

Figo : «Votaria em Cristiano Ronaldo para melhor do Mundo»


Luís Figo afirmou hoje, à margem do lançamento do livro «Filhos do Coração», em Lisboa, que espera regressar à competição em Janeiro, que votaria em Cristiano Ronaldo para melhor do Mundo da FIFA e que o seleccionador Luiz Felipe Scolari foi o melhor que podia ter acontecido a Portugal.

Mais um dia em que Luís Figo emprestou o nome a causa nobre de solidariedade – é co-autor do livro «Filhos do Coração» com a jornalista Alexandra Borges, obra que ajuda a libertar sete crianças do Gana compradas aos pais e tratadas como escravas. E o jogador do Inter de Milão não deixou de dizer que regressará já em Janeiro, que votaria em Cristiano Ronaldo para melhor do Mundo da FIFA e que o seleccionador Luiz Felipe Scolari foi o melhor que poderia ter acontecido a Portugal.

O brasileiro Kaká venceu a Bola de Ouro e volta a ser favorito a ganhar o prémio de melhor jogador do Mundo para a FIFA. Mas na corrida está também Cristiano Ronaldo e Luís Figo não teria dúvidas no momento de escolher: «Não tenho direito de voto, mas se tivesse votaria no Cristiano. Julgo que o prémio de melhor do Mundo é questão de tempo. Se não for este ano, será no próximo.»
Figo conhece a sensação de ser considerado o melhor jogador do Mundo e para milhares de portugueses é também o homem ideal para liderar a Selecção de Portugal no Euro-2008. O extremo do Inter de Milão diz que tem «muita pena de não satisfazer o desejo» de quem decidiu assinar a petição para o regresso do capitão, mas encerra o assunto sem dar azo a qualquer dúvida: «Julgo que tive percurso brilhante na Selecção e fui muito feliz nos muitos anos que lá passei. Mas não devemos alimentar o assunto, o Mundial de 2006 foi o fim do ciclo. Portugal fez uma boa qualificação e espero que no Europeu mostre toda a qualidade que possui. Temos excelentes jogadores e o meu papel agora é unicamente o de apoiar cá fora os meus companheiros.»

Scolari fantástico

Luís Figo considera que existe qualidade de sobra na Selecção e acredita também que o comando técnico não podia estar em melhores mãos. «Se deve ficar ou sair no final do Euro-2008 é decisão que só cabe a Luiz Felipe Scolari. O seleccionado fez um trabalho fantástico, mas em Portugal algumas pessoas falam apenas dos aspectos menos positivos. A verdade é que ninguém fez melhor que ele. Mesmo que não faça um grande Europeu, continua a ser a melhor opção para o cargo de seleccionador. Devemos estar agradecidos pelo que tem feito por nós ao longo dos anos.»

Regresso em Janeiro

Depois da entrada de Pavel Nedved no jogo do Inter de Milão com a Juventus para o Campeonato de Itália (1-1), Figo sofreu uma das mais graves lesões da sua carreira. A boa notícia é que o português já não precisa do auxílio de canadianas e só consegue pensar no regresso aos relvados: «Espero estar em condições no princípio de Janeiro. Depois ficarei nas mãos do treinador Roberto Mancini, ele decidirá qual a melhor altura para eu voltar a jogar.»

Haverá ainda espaço para Figo fazer mais um prolongamento na carreira? Garante o jogador do Inter de Milão que não, que o seu momento chegará no final da época: «Já o disse, decidi terminar a carreira na alta competição no final do ano. Depois logo se vê...»

quarta-feira, 12 de Dezembro de 2007

Ronaldo, Quaresma e Ricardo Carvalho nomeados para onze da UEFA


Os futebolistas portugueses Cristiano Ronaldo, Ricardo Quaresma e Ricardo Carvalho foram nomeados para equipa do ano da UEFA, sendo que apenas o extremo do FC Porto se estreia numa lista hoje revelada pelo organismo.

O camisola «sete» do Manchester United parte como favorito para a posição de médio direito, sobretudo, depois de ter perdido a Bola de Ouro para o brasileiro Kaká, do AC Milão, que está nomeado para melhor médio ofensivo.

Apesar de ter estado lesionado, Ricardo Carvalho voltou a ser nomeado para a posição de defesa central, para a qual já foi eleito em 2004, quando foi campeão europeu pelo FC Porto.

O único jogador a actuar em Portugal nomeado para o «onze» ideal da UEFA é Ricardo Quaresma, preponderante no título nacional do FC Porto e que, pela primeira vez, é escolhido pela UEFA.

A equipa do ano da UEFA começou a ser escolhida em 2001 e, em seis anos, já vários portugueses foram escolhidos, com especial destaque José Mourinho, que «treinou» o «onze» ideal em 2003, 2004 e 2005.

Em 2003, Figo e Paulo Ferreira também estiveram entre as escolhas, enquanto no ano seguinte Ricardo Carvalho, Maniche e Cristiano Ronaldo integraram o melhor «onze».

Com 10 jogadores, o campeão europeu AC Milão é a equipa com mais jogadores nomeados, mais dois que o Manchester United, detentor do título inglês, enquanto o finalista vencido da Liga dos Campeões, o Liverpool, tem apenas cinco futebolistas na lista.

A votação para a melhor equipa estará aberta no site da UEFA até 11 de Janeiro de 2007 e, três dias depois, serão anunciados os vencedores.

terça-feira, 11 de Dezembro de 2007

Ferguson poupa Cristiano Ronaldo



Com o primeiro lugar do Grupo F garantido e consequente qualificação para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões, Alex Ferguson decidiu poupar vários dos habituais titulares na deslocação a Roma, entre os quais Cristiano Ronaldo.
O internacional português não integrou a comitiva dos «red devils» que hoje viajou para a capital italiana, sendo poupado no último compromisso da fase de grupos da Champions... que antecede a difícil deslocação a Anfield, no próximo domingo, para defrontar o Liverpool. Anderson ficou, igualmente, em Manchester.

Nani foi um dos 20 jogadores contemplados pela convocatória de Ferguson, pautada por muitas estreias.

Ronaldo na Santa Trindade do Manchester


George Best, Dennis Law e Bobby Charlton formaram aquilo a que os adeptos do Manchester United consideraram como a «Santa Trindade», depois de terem ajudado a equipa a conquistar a glória na Liga inglesa e nas competições europeias, uma década depois do acidente aéreo de Munique, em 1958, que vitimou metade da equipa.

Cristiano Ronaldo já demonstrou todo o seu valor pela equipa esta época, mas acredita que a comparação pode catapultá-lo para exibições ainda melhores: «Ser comparado com alguns dos melhores jogadores da história do Manchester United, lendas absolutas do clube, é muito bom e dá-me ainda mais motivação para trabalhar afincadamente», confessa o internacional português.

«Seria fantástico que as pessoas continuassem a falar de mim, mesmo após ter deixado de jogar», refere o jogador, que também não poupou elogios a Alex Ferguson: «É uma pessoa honesta e quando diz algo positivo sobre mim ou sobre os meus colegas, isso é bom».

Para Cristiano Ronaldo, Ferguson sabe como lidar com jogadores jovens: «Ele percebe de futebol, conhece o jogo e o clube. Sabe como é difícil quando somos jovens e as suas palavras só me vão ajudar a melhorar», concluiu.

segunda-feira, 10 de Dezembro de 2007

Governo apresenta hoje nova imagem para Portugal

José Mourinho, Cristiano Ronaldo e Mariza são alguns dos rostos da campanha
O Governo vai apresentar esta segunda-feira a nova campanha de promoção externa do país. O arranque para esta nova promoção está marcado para o próximo dia 13 de Dezembro, data da assinatura do Tratado de Lisboa.

A campanha está avaliada em três milhões de euros e tem como objectivo «reflectir o novo posicionamento e imagem de Portugal», refere o ministério da Economia, em comunicado.

José Mourinho, Cristiano Ronaldo e Mariza são alguns dos rostos que dão a cara por esta promoção. «A campanha publicitária que terá como protagonistas personalidades portuguesas com visibilidade no estrangeiro», alerta.

O projecto conta com o apoio do Turismo de Portugal e da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) e prevê chegar a vários mercados, nomeadamente à Índia e à China.

Recorde-se que, o anúncio desta nova imagem, já tinha sido feito pelo secretário de Estado do Turismo, Bernardo Trindade, na passada semana, em Búzios, à margem da inauguração do XXXIII Congresso da Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo de Portugal (APAVT).

O governante recusou-se, na altura, a revelar pormenores, dizendo apenas que «as diferentes áreas económicas vão ter sub-marcas» e «serão reflectidas neste novo conceito».

A apresentação da nova imagem de Portugal está marcada para as 17 horas e será feita, em simultâneo, em Lisboa e no Porto. Nesta cidade, o lançamento será feito na mesma data, à mesma hora, na Casa de Serralves, e será presidida pelo secretário de Estado do Turismo, Bernardo Trindade.

A campanha é da autoria da agência BBDO e Nick Knight é o fotógrafo responsável pelas imagens da campanha.

domingo, 9 de Dezembro de 2007

Giggs fez História, Ronaldo não deixou Tevez chegar ao «hat-trick»

O galês Rayn Giggs apontou este sábado o seu centésimo golo com a camisola do Manchester United, em jogos a contar para a Liga inglesa. Giggs, de 33 anos, está na primeira equipa dos «red devils» desde os 17 e é apenas o 11º jogador a conseguir o feito, em toda a História do clube. Foi seu o golo que abriu caminho à goleada do United sobre o Derby County (4-1), num jogo em que Cristiano Ronaldo também esteve em evidência, ao marcar pelo sexto encontro consecutivo.

O avançado português fechou a contagem, na conversão de um «penalty» muito duvidoso, alegadamente cometido sobre si próprio na área do Derby County nos descontos da partida. Ronaldo recusou aceder ao pedido do argentino Carlos Tevez, que pretendia marcar a falta, de forma a conseguir o hat-trick. Os jogadores ainda trocaram algumas palavras antes de o árbitro apitar, com o português a revelar-se inflexível na sua decisão. No fim do jogo, Alex Ferguson retirou importância ao sucedido, assumindo uma atitude conciliadora: «Cristiano Ronaldo é o nosso primeiro marcador de penalties, por isso entendo que ele não tenha cedido a bola. Mas teria sido fantástico se Tevez fizesse um hat-trick», afirmou o técnico dos «red devils».

Susto para o internacional Portugues

Talvez ainda eufórico com os dois golos que acabara de marcar ao Fulham, para a Liga inglesa, o extremo do Manchester United terá acelerado em demasia o seu bólide e por pouco não teve um acidente mais aparatoso. Numa estrada molhada e a uma velocidade elevada, o novo desportivo do jogador acabou por resvalar na berma e deu uma volta de 180 graus.

Felizmente para Ronaldo que não vinham carros de frente ou as consequências de um possível acidente teriam sido desastrosas. Apesar do enorme susto, o internacional português pôde prosseguir, quase de imediato, viagem para sua casa nos arredores de Manchester, onde festejou mais uma brilhante exibição.

“Cristiano apanhou um valente susto. Ele estava bastante confiante e feliz depois de ter tido mais uma jornada de grande nível. Mas a estrada estava um pouco escorregadia, acabou por perder o controlo do carro e fez um pião. Depois ele conseguiu inverter a marcha sem que o carro tivesse sofrido qualquer dano. Mas via-se na sua cara que estava muito assustado”, afirmou uma fonte ao jornal britânico ‘The Sun’.

OS CARROS DO CRAQUE

São por demais conhecidos os gostos de Cristiano Ronaldo pelo carros velozes e de luxo. Há poucos meses atrás o extremo comprou um vistoso Bentley Continental GT, no valor de 250 mil euros (foto em cima). Nas deslocações em Portugal, o craque português prefere um carro mais sóbrio e mais espaçoso. O escolhido foi o SUV da Audi (125 mil euros), Q7. Os 326 cavalos desta máquina da marca alemã proporcionam uma velocidade máxima de 236 km/h.

MU 4 - 1 Derby County ( Ronaldo marcou de penaltie )




Ronaldo brilha no sexto jogo seguido a marcar


Cristiano Ronaldo voltou ontem a ser a principal figura do Manchester United na vitória caseira sobre o Derby County por 4-1. O internacional português fez a assistências para os dois primeiros golos dos red devils e ainda foi a tempo de marcar o último tento, este de grande penalidade. O jovem craque leva seis jogos consecutivos a marcar e o seu United está agora a um ponto do líder Arsenal - que joga esta tarde.

Sem Nani, que não saiu do banco de suplentes, Ronaldo foi mesmo quem mais brilhou em Old Trafford. Apesar dos dois golos do argentino Carlos Tevez, e do 100.º de Giggs na Premiership, a verdade é que foi o internacional português a ser nomeado o homem do jogo. Cristiano Ronaldo apontou o seu oitavo tento desta temporada, no campeonato, e está agora a apenas um do líder dos marcadores, o avançado Adebayor, do Arsenal.

sexta-feira, 7 de Dezembro de 2007

Ronaldo distinguido com três prémios, pelos adeptos do United



Cristiano Ronaldo foi eleito, em votação feita pelo site oficial do Manchester United como melhor jogador do mês de Novembro, atribuíram-lhe o melhor golo do mesmo mês e destacaram-no ainda como o melhor em campo no último jogo com o Fulham. Três prémios que deixaram o craque portugues muito feliz.

quinta-feira, 6 de Dezembro de 2007

Ronaldo quer paz entre Soares Franco e Queiroz


Cristiano Ronaldo esteve ontem em Lisboa num evento publicitário e não passou ao lado da polémica entre o presidente do Sporting, Filipe Soares Franco, e o técnico Carlos Queiroz, que foi considerado ‘persona non grata’ em Alvalade.
O extremo do Manchester United espera pelo fim do clima de guerra entre o adjunto de Alex Ferguson e o clube leonino.

“São coisas passageiras. Toda a gente sabe que Carlos Queiroz defende o seu clube. Foi uma picardia entre eles e isso acaba”, disse Ronaldo, acrescentando: “Carlos Queiroz fez um grande trabalho não só no Sporting, mas também pela Selecção.”

Já o mau momento do Sporting – quarto classificado na Liga – foi desvalorizado pelo internacional português: “O clube está a passar por uma crise de resultados, mas tem uma excelente equipa e um excelente técnico. Vão dar uma resposta positiva.”

Ronaldo comentou, ainda, o sorteio de Portugal para o Euro’2008, onde a Selecção vai defrontar Turquia, República Checa e Suíça no Grupo A. “As equipas são equilibradas. Muitas pessoas dizem que Portugal é favorito, mas eu não tenho a mesma opinião. No entanto, temos bons jogadores e uma equipa técnica bastante boa. Temos tudo para passar a primeira fase”, assegurou.

BOLA DE OURO

O segundo lugar na Bola de Ouro, atribuída pelo semanário ‘France Football’ (atrás do brasileiro Kaká), não deixou o jogador “desiludido”. “Sei que fiz uma grande época e penso que estou no bom caminho outra vez. Gostava muito de ganhar, mas não ganhei”, afirmou Cristiano Ronaldo, que vislumbra num futuro próximo a sua consagração: “Ainda há o prémio da FIFA no dia 17. Tenho esperança. Se não for o melhor do Mundo hei-de sê-lo um dia.”

C. Ronaldo: "Portugal não apanhou um grupo fácil"


Cristiano Ronaldo deixa de lado a euforia, considerando que o grupo de Portugal no Euro'2008 não é tão fácil como parece. "As equipas são muito equilibradas. Já ouvi pessoas a dizer que Portugal apanhou um grupo fácil, mas não sou dessa opinião. Claro que temos bons jogadores, uma equipa técnica bastante boa e vamos dar tudo para passar a primeira fase", disse, ontem, em Lisboa, onde esteve para participar numa iniciativa do BES.
Os prémios para melhor jogador do Mundo, o da revista France Football que já perdeu para Kaká e o da FIFA, ainda em aberto, também foram abordados. "Gostava muito de ter ganho o da France Football, mas ainda posso ganhar o da FIFA. Sei que fiz uma grande época, estou outra vez no bom caminho e isso é o mais importante", referiu Cristiano Ronaldo, orgulhoso por ter ganho o prémio Stromp (do Sporting), na categoria Especial: "Fico muito feliz. Joguei lá sete anos e, apesar de este ano até já lhes ter marcado dois golos, continuam a considerar-me da casa."

terça-feira, 4 de Dezembro de 2007

Ronaldo: «A minha mãe pergunta-me por que nunca faço um hat trick?»

Cristiano Ronaldo assinou os dois golos do Manchester United, esta segunda-feira, em Old Trafford, frente ao Fulham, falhou o terceiro por pouco e ao fazê-lo continua sem dar à mãe aquilo que ela deseja. Três golos de uma assentada.

«A minha mãe, por vezes, diz-me: por que nunca fazes um hat trick? Respondo-lhe sempre que já fico feliz por marcar dois golos», observou o internacional português, em declarações ao site do clube inglês, no final do jogo.

«Sou extremo, não ponta-de-lança, mas entendo que devo ajudar a equipa da melhor maneira, seja fabricando o golo ou marcando-o», explicou Cristiano Ronaldo, que abriu o marcador aos dez minutos, repetiu a pontaria na segunda parte (58) e só falhou o hat trick porque o árbitro não assinalou grande penalidade cometida sobre si.

Em vez de assinalar penalty, Rob Styles puniu Cristiano Ronaldo com um cartão amarelo, por entender que o extremo simulou a falta, sentença da qual o português discorda.

«Respeito a decisão do árbitro, mas não tenho a mesma opinião. Foi penalty. Se ele revir o lance, verá que o guarda-redes não toca na bola. Foi frustrante levar um amarelo por isso, mas o futebol é assim e, por vezes, os árbitros também erram. Penso que não fez um bom trabalho esta noite, mas mais importante foram os três pontos que somámos.»

Com mais dois golos, Cristiano Ronaldo soma agora oito na Liga inglesa, concluída a 15ª jornada, num total de 13, envolvendo outras competições.

MU 2 - 1 Fulham ( Dois golos de Ronaldo )






ManUtd: cartão amarelo a Ronaldo por simular irrita Ferguson

Cristiano Ronaldo viu um cartão amarelo por alegada simulação no jogo com o Fulham e Alex Ferguson, treinador do Manchester United, não poupa o árbitro da partida pela decisão. O lance aconteceu perto do final, já depois de Ronaldo ter marcado dois golos, quando o português caiu na área após uma disputa de bola com Niemi.

«Porque é que ele havia de querer cair? Ele estava a tentar o «hat trick», defendeu o técnico no final da partida, acusando os árbitros de terem uma ideia pré-concebida sobre o jogador português.

«A reputação dele de há anos ainda está presente na cabeça dos árbitros. Foi uma decisão ridícula», defende Ferguson, citado pela BBC: «É muito injusto, porque ele agora não é nada assim. Ele está mais maduro e é um futebolista magnífico», insiste o escocês.

Quanto a Ronaldo, evita criticar o árbitro mas defende que era penalty: «Tento fazer o meu trabalho e jogar honestamente. Respeito a decisão do árbitro, mas não tenho a mesma opinião, porque achei que era penalty.»

domingo, 2 de Dezembro de 2007

Euro-2008: Portugal com Suíça, Rep. Checa e Turquia




Suíça, República Checa e Turquia. São estes os adversários de Portugal no Grupo A da fase final do próximo Campeonato da Europa, que decorre entre 7 e 29 de Junho de 2008, na Áustria e na Suíça.
Portugal estreia-se a 7 de Junho, em Genebra, face à Turquia, defronta quatro dias depois a República Checa, no mesmo local, e fecha a sua participação na fase de grupos a 15 de Junho, frente à anfitriã Suíça, em Basileia.

Balanço da Selecção Nacional com os adversários para a primeira fase do Europeu:

Turquia - Era o adversário teoricamente mais acessível do Pote 4 (incluía ainda Rússia, Polónia e França). Portugal soma por vitórias os quatro jogos oficiais disputados com a formação turca, entre eles os triunfos na fase de grupos do Euro-96, por 1-0, e nos quartos-de-final do Euro-2002, por 2-0. Terminou na segunda posição o Grupo C de apuramento.

Rep. Checa – Os checos trazem más recordações a Portugal. Foram os «carrascos» nos quartos-de-final do Euro-96, batendo a equipa das quinas por 1-0 («chapéu» de Poborsky a Vítor Baía). Foi primeira classificada no Grupo D de apuramento.

Suíça – Portugal leva ligeira vantagem nos confrontos com os helvéticos, organizadores do Euro-2008 com a Áustria. Em nove jogos, contam-se três vitórias, quatro empates e duas derrotas. Conta nas suas fileiras com Diego Benaglio, guarda-redes do Nacional.



Eis o sorteio completo:

GRUPO A
Suíça
República Checa
Portugal
Turquia

GRUPO B
Áustria
Croácia
Alemanha
Polónia

GRUPO C
Holanda
Itália
Roménia
França

GRUPO D
Grécia
Suécia
Espanha
Rússia

Ferguson: «Ronaldo é um dos melhores do Mundo»

Apesar de a imprensa italiana insistir que Kaká, do AC Milan, irá receber a Bola de Ouro de 2007, o manager do Manchester United, Alex Ferguson, deixou claro que Cristiano Ronaldo também teria todas as condições para vencer a distinção. "Seria incrível para o miúdo ser reconhecido. Seria um prémio para todo o seu esforço. Ele não precisa da minha campanha. O que ele faz em campo já mostra que ele merece o reconhecimento. Ele é um dos melhores do mundo, sem dúvida", afirmou o técnico escocês em declarações ao tablóide "The Sun".

Alex Ferguson aproveitou, ainda, para elogiar a progressão do jovem craque português, contratado ao Sporting há cinco épocas. "Sua capacidade de tomar decisões melhorou muito e ele também evoluiu nas finalizações. Ele já tem mais de 10 golos e não chegamos nem aos primeiros jogos de Dezembro. Isso é um bom sinal. Ele está em evolução", observou.

A Bola de Ouro, promovida anualmente pela revista francesa "France Football", será entregue neste domingo. Segundo o jornal desportivo italiano "La Gazzetta Dello Sport", Kaká irá ganhar o prémio com 400 pontos, à frente de Cristiano Ronaldo e do argentino Lionel Messi, do Barcelona.

sábado, 1 de Dezembro de 2007

FIFA: Conhecidos os finalistas a melhor jogador de 2007

Ronaldo no trio maravilha



Ronaldo, Kaká e Messi. Um destes três talentosos jogadores será eleito pela FIFA, no dia 17 de Dezembro, em Zurique (Suíça), o melhor jogador do Mundo de 2007.

O organismo máximo do futebol mundial divulgou, ontem, o trio de finalistas, que foram apurados após os votos dos seleccionadores e dos capitães de todas as selecções, reduzindo, assim, o lote inicial de 30 atletas. O jogador do Manchester United pode suceder a Luís Figo como o último português a obter a consagração mundial. O médio do Inter de Milão recebeu a distinção em 2001.

A revelação dos nomes dos três candidatos ao galardão mais cobiçado por um futebolista não apresentou surpresas. E, tal como na corrida à Bola de Ouro – atribuída pelo semanário ‘France Football’ –, o grande favorito ao triunfo é o brasileiro Kaká, do AC Milan. O avançado foi o herói da conquista da Champions na última época, prova na qual foi o melhor marcador, com dez golos.

Com apenas 22 anos, Cristiano Ronaldo integra pela primeira vez o trio de finalistas ao prémio da FIFA, mas ainda não deverá ser coroado como melhor futebolista do Mundo. A excepcional época no Manchester United culminou com o título de campeão inglês e os prémios de melhor jogador e melhor jovem. A estas distinções somou 17 golos na Premier League, que lhe deram o terceiro lugar nos goleadores da liga inglesa.

Kaká está, aos 25 anos, no melhor momento da carreira e saiu da sombra de Ronaldinho, que nos últimos anos foi sempre o eleito da FIFA e dos adeptos. O internacional brasileiro tem deslumbrado com os seus golos – não sendo um ponta-de-lança de raiz –e arrancadas fulgurantes.

O ano de 2007 marca também a explosão do talento de Lionel Messi. O avançado argentino do Barcelona fez sonhar os adeptos do futebol com a recordação de alguns momentos de ouro do seu ídolo, Diego Maradona. O golo ao Getafe, em jogo da última edição da Taça do Rei, em que ultrapassou metade da equipa adversária e só terminou na baliza, foi a irrepetível homenagem a ‘El Pibe’. E serviu para perceber que o jovem, de 20 anos, poderá ser o único a trilhar os passos gloriosos de um dos históricos do futebol.

KAKÁ NA POLE-POSITION

O favoritismo parece pender para Kaká. O seleccionador nacional, Luiz Felipe Scolari, não escapou a essa tendência e votou em Kaká, Messi e Didier Drogba (Chelsea/Costa do Marfim) para a eleição. Contudo, o técnico brasileiro também não poderia ter votado no ‘seu’ Cristiano Ronaldo, pois os regulamentos da FIFA não permitem o voto de um seleccionador num jogador que esteja sob a sua orientação. Ronaldo, um antigo vencedor (1997 e 2002) do prémio, defendeu igualmente a vitória da estrela do AC Milan: “Kaká é um jogador extraordinário. Merece todos os prémios do Mundo.”




PERFIS

LIONEL MESSI

Nome: Lionel Andrés Messi

Nacionalidade: Argentina

Nascimento: 1987-06-24 (20 anos)

Naturalidade: Rosario - Argentina

Posição: Avançado

Altura: 169 cm

Peso: 63 kg

Site: http://www.lionelmessi.org

Clube: Barcelona




C. RONALDO

Nome: Cristiano Ronaldo dos Santos Aveiro

Nacionalidade: Portugal

Nascimento: 1985-02-05 (22 anos)

Naturalidade: Funchal (Madeira)

Posição: Avançado

Altura: 184 cm

Peso: 78 kg

Clube: Manchester United




KAKÁ

Nome: Ricardo Izecson Santos Leite

Nacionalidade: Brasil

Nascimento: 1982-04-22 (25 anos)

Naturalidade: Brasília - Brasil

Posição: Avançado

Altura: 186 cm

Peso: 78 kg

Site: http://www2.uol.com.br/kaka/

Clube: AC Milan






in: Correio da Manhã